-
-
133 m
49 m
0
0,8
1,5
3,06 km

Bisitak 896, kokapena 4

Nondik gertu Aguiar de Sousa, Porto (Portugal)

"O Castelo faz parte da história da Reconquista Cristã, tendo sido atacado, em 995, por Almançor.
Liderou uma Terra no processo da reorganização do território, decorrido ao longo do século XI, e um Julgado, no século XIII.
A sua implantação revela as preocupações defensivas empregues na construção, por ser de difícil acesso e rodeado de montes mais altos que lhe retiram visibilidade. Os reis asturianos deram particular atenção ao Castelo de Aguiar de Sousa, que era parte integrante da rede defensiva do território nesta época.
A torre não deveria existir no século XII, embora a construção de torres de menagem no interior das cercas muralhadas seja normal na época românica.
O Julgado de Aguiar de Sousa foi um dos mais poderosos do Entre-Douro-e-Minho, acumulando uma considerável riqueza, sendo delimitado pelos rios Ferreira e Sousa e os afluentes Eiriz e Mesio.
O território deste Julgado estendia-se desde o Porto até às proximidades de Penafiel, incluindo todas as freguesias do atual concelho de Paredes, com a exceção de Recarei, além de mais 42 freguesias dos concelhos limítrofes, conforme o atestam as Inquirições de 1220.
CRONOLOGIA:
Séc. X – Provável construção do Castelo;
995 – Foi tomado por Almançor;
1220 – Nas Inquirições este território é dominado pelos Sousas e é designada pelo Termo de Ferreira e Termo de Aguiar, sendo o centro administrativo no Castelo de Aguiar de Sousa;
1258 – É criado o Julgado de Aguiar de Sousa;
1411 – Foral de D. João I;
1513 (25 de Novembro) – D. Manuel II atribui o Foral a "Aguyar de Sousa";
1758 – Aguiar de Sousa pertencia à Comarca de Penafiel;
1837 – Aguiar de Sousa é extinto como concelho e integrado no de Paredes;
1999 – A proprietária era a viúva do Sr. Amável Costa;

2004 – Integração da Torre do Castelo de Aguiar de Sousa na Rota do Românico do Vale do Sousa;

2008 – Obras de conservação e valorização geral do imóvel, no âmbito do projeto da Rota do Românico do Vale do Sousa;
2012 – A Torre do Castelo de Aguiar de Sousa é classificada como Monumento de Interesse Público;
2011-2013 – Trabalhos gerais de manutenção e recalçamento de estruturas; trabalhos de limpeza da vegetação infestante; revisão da iluminação; reabilitação dos acessos à Torre; realização de trabalhos arqueológicos na área envolvente à Torre, no âmbito da Rota do Românico."

2 iritzi

  • argazkia Hrangel

    Hrangel 14-may-2017

    Ibilbide hau egin dut  Gehiago ikusi

    Muito bom para um passeio em família.

  • argazkia Crsilva

    Crsilva 13-nov-2017

    Ibilbide hau egin dut  Gehiago ikusi

    5*

Nahi izanezkero edo ibilbide hau