-
-
1.443 m
569 m
0
28
55
110,82 km

Ikusita 35 aldiz, jaitsita 2 aldiz

Nondik gertu: Tambaú, São Paulo (Brazil)

Para quem quer fazer o caminho da fé, aqui vão algumas observações.
O caminho é todo demarcado com setas amarelas, placas com distancias, etc, muito bem sinalizado, você não irá necessitar de recursos como mapas e GPS, pode ir que recomento, se for a noite recomendo uma boa iluminação ou farol, nada de farolzinho de ciclovia, pode até ser uma boa lanterna de led, mas que tenha luz para pelo menos 4 horas de iluminação.
Para a Bike, nada de pneu reserva, corrente reserva nada disso, leve um kit de remento com uns 5 remendos e duas cameras reservas, um canivete de ferramente, e aprenda a usar.
Roupa uma para pedalar e uma para ficar a noite, se for no verão tudo muito simples, e uma mochila de hidratação ou pelo menos 2 ou tres litros de água, se estiver sol a desidratação pega.
Não é um pedal selvagem, você passara por cidades que possuem o minimo de infraestrutura, como bares e mercadinhos, vá se abastecendo.
Recomendo fazer em média 60km por dia, assim poderá andar pela cidade, conversar com as pessoas, e até curtir uma cachoeira ou um outro ponto fora do roteiro.

Vamos ao Caminho.
Já fiz algumas vezes o caminho da fé, mas sempre partindo de Águas da Prata, este anos resolvemos partir de Tambaú.
Tambaú é uma Cidade bem interessante, e possui alguns pontos turístico voltados ao turismo Religioso, uma cidade com ótima infra estrutura.
Iniciamos e pedal as 7:00 da manhã, passamos na secretaria de turismo, pegamos a credencial e carimbamos, igreja Padre Donizeti, fotos.
Caminho tranquilo, encontramos muitos ciclistas no caminho, uma turma de Manaus, bem grande com ótimas estrutura de apoio, muitos peregrinos a pé.
Chegando na Dona Cidinha um Temporal daqueles, que encheu a relação da bike de areia, a ponto de impedir o pedal, ai foi, empurra, limpa empurra, pedala, empurra, limpa pedala, rss.
Isso nos atrasou muito, e acabamos chegando em Águas da Prata as 20:00 hs.
Após o trajeto eu cheguei a conclusão que era melhor ter ficado na Dona Cidinha, pois, a noite a sinalização que é pintada em mourões e postes, fica pouco visível e acaba gerando muito atrasos pois se para a cada cruzamento procurando a sinalização.
Quanto as pusadas, não vou comentar, pois, no site do caminho da fé tem uma planilha com todas elas, não se faz necessário recomendar, todas tem uma estrutura mínima para atendimento.

Kokapenaren inguruko iritzi eta galderak

    Nahi izanez gero edo ibilbide hau