Denbora  5 ordu 41 minutu

Koordenatuak 1618

Fecha de subida 1 de mayo de 2017

Fecha de realización abril 2017

  • Valoración

     
  • Información

     
  • Fácil de seguir

     
  • Entorno

     
-
-
1.098 m
754 m
0
4,2
8,4
16,86 km

Bisitak 4466, kokapena 273

Nondik gertu Vila, Viana do Castelo (Portugal)

FOTOS DESTA E DE OUTRAS TRILHAS EM ”CAMINHANTES"

O trilho está bem sinalizado e definido em ambos os sentidos, o gps serviu apenas para gravar o percurso. As paisagens, espectaculares como sempre, dependendo da época do ano as cores modificam-se, esta altura é magnífica devido às cores primaveris… No Inverno é preciso ter em atenção se há neve, parte do trilho ultrapassa os 1000 metros de altitude.
Os primeiros quilómetros são a descer até á Ponte Nova, a parte mais fácil do caminho. Depois temos duas subidas, uma delas bastante íngreme até ao Bico do Patelo e por fim a descida para Castro Laboreiro. O piso está constantemente a mudar, é preciso um bom par de botas.

O PR ”Trilho Castrejo” decorre pelos antigos caminhos que ligavam as Brandas às Inverneiras e no caso de estes estarem cobertos pelo asfalto, decorre por caminhos alternativos. São caminhos que remontam à idade média dos quais restam algumas pedras de calçada e pontes antigas. São caminhos muito simpáticos que às vezes atravessam frondosos bosques de carvalho alvarinho matos rastreiros, floridos, ribeiros e regatos de água cristalina que regam as pastagens cercados por muros de pedra solta. Os povos castrejos têm duas aldeias, isto é, cada família tem duas casas, uma na inverneira outra na Branda.
A inverneira é uma aldeia onde passam o inverno; fica situada a mais baixa altitude que a Branda, em vales abrigados. Normalmente descem da branda no princípio do Dezembro a matança do porco já é feita na Inverneira – permanecendo até Março. A Páscoa, normalmente já é passada na Branda. Nomes de Inverneiras do “Trilho Castrejo”: Barreiro, Assureira, Curveira, Bico, Cainheiras e Varziela.
A branda é a aldeia de altitude, onde fazem as sementeiras, onde passam maior parte do ano. Dizem que as águas são melhores, são zonas frescas no Verão, as pastagens são mais verdes… Semeia-se centeio e a batata. Os bovinos de raça Barrosã causam a nossa admiração. Os rebanhos são de cabras guardados por cães de Castro Laboreiro, de raça autóctone. Algumas Brandas por onde passa o nosso PR: Seara, Padrosouro e Eiras.

Ficha técnica:
Nome do percurso pedestre: Trilho Castrejo
Tipo: Pequena Rota (PR)
Âmbito do percurso: Histórico - Cultural
Localização: Castro Laboreiro (Melgaço)
Ponto de partida: Cruzamento - Castro Laboreiro
Distância percorrida: 16,8 km
Duração do percurso: Cerca de 6h45m
Grau de dificuldade: Médio
Cota máxima atingida: 1124 metros
Entidade promotora: Município de Melgaço

Fonte: http://www.icnf.pt/portal/turnatur/resource/docs/ap/pnpg/pr3castrejo-folh

8 iritzi

  • PicosAlpinos 01-may-2017

    He realizado esta ruta  ver detalle

    Percurso num ambiente paisagístico lindíssimo e muito variado passando pelas inverneiras e brandas de Castro Laboreiro.
    Recomendo!

  • DiogoHiker 01-may-2017

    He realizado esta ruta  ver detalle

    Um dos melhores PR`s sinalizado do PNPG... Recomendo em dias com tempo para banhos nas águas do rio, é simplesmente magnífico.

  • argazkia Elizabete Martins

    Elizabete Martins 04-may-2017

    Percurso relativamente fácil, bem sinalizado. As cores diversificadas da flora nesta altura do ano torna as paisagens absolutamente fantásticas. Adorei e recomendo.

  • José Carlos GAGO 14-nov-2017

    He realizado esta ruta  verificado  ver detalle

    Ruta con continuos cambios de paisaxes. Con pontes Romanas, pistas empedradas medievais, zona de busque, e por suposto..., pedras.
    Esixente, pero doada o mesmo tempo.

  • argazkia paulogranja

    paulogranja 18-abr-2019

    He realizado esta ruta  ver detalle

    Muito bonito, com diferentes paisagens e todas elas imensamente belas.

  • argazkia Caminhantes

    Caminhantes 19-abr-2019

    Obrigado pelos comentários e avaliação da trilha.
    Boas caminhadas

  • argazkia luis florencio

    luis florencio 02-may-2019

    He realizado esta ruta  ver detalle

    Bom percurso sinalizado, a primeira metade mais interessante que a segunda.
    Há uma diferença entre este trilho e a sinalização: a seguir ao cruzeiro aqui assinalado o trilho vira para a direita, saindo mais cedo do estradão. O percurso no entanto torna-se dificil e muito exigente tecnicamente se os caminhos estiverem com muita água corrente.
    Boas caminhadas

  • argazkia Caminhantes

    Caminhantes 03-may-2019

    Obrigado pelo comentário e avaliação da trilha.

Si quieres, puedes o esta ruta